Saint Anthony’s Miracle with the Fish

 

Wall tile panel

Faience

1774

Dimensions: 1210 mm x 790 mm

MC.AZU.1

Santo António

Registo de características ingénuas, enquadrado por friso de «trança», representando no primeiro plano da composição o milagre de Santo António a pregar aos peixes.  

Em baixo tem acoplado um pequeno registo  alusivo às Almas do Purgatório, em tons de amarelo-ocre e azul, com desenho delineado a manganês. 

Painel proveniente de uma casa nas Escadinhas do Jogo da Pela, no Martim Moniz.

Entre as diversas manifestações da arte azulejar, têm particular expressão os registos de santos, painéis devocionais que constituem testemunhos de “religiosidade popular” em espaço público.

Inicialmente confinados ao interior das igrejas, onde figuravam isolados ou integrados em revestimentos de azulejos de padronagem, os registos passaram depois para o exterior provavelmente no século XVII. É possível que a ocorrência de cataclismos, como terramotos e incêndios tenha propiciado a sua recuperação ocasional e posterior recolocação fora dos locais de origem. A vivência religiosa deixava assim de estar limitada ao espaço sagrado, passando a ter por cenário o espaço profano da própria cidade.