Do Carnaval à Luta Livre. Máscaras e Devoções Mexicanas
09 Jul 2017 a 01 Out 2017
Exposição temporária

Dia 8, às 17 horas, o Museu de Lisboa inaugura exposição com mais de 250 máscaras mexicanas, além de revistas de banda desenhada, vídeos, pósteres e fotografias de lucha libre.

Comissariada por Anthony Shelton e no âmbito da programação Passado e Presente - Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017, traz-nos uma perspetiva alargada sobre o imaginário popular mexicano.

 

Nesta exposição dá-se espaço e visibilidade às narrativas que herdam práticas culturais indígenas, com aspetos de cultura popular, revelando visões sobre as histórias das relações entre os impérios europeus e os habitantes das Américas, um dos propósitos da programação “Passado e Presente - Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017”.

O comissário da exposição é Anthony Shelton, antropólogo de renome e colecionador de máscaras mexicanas, fruto do seu longo trabalho de campo em várias regiões do México. Inclui cerca de 250 máscaras manufaturadas nos séculos XX e XXI de diferentes tipologias, além de filmes, banda desenhada e pósteres, e fotografias de Lourdes Grobet de alguns lutadores e suas famílias.

No México, as máscaras são um ícone crescentemente visível na identidade mexicana, em festivais religiosos, protestos públicos e na sua forma local de luta livre. Atravessando séculos, as máscaras eram usadas antes da ocupação espanhola, durante o tempo colonial e depois da independência, em diferentes contextos e zonas do México, do Norte ao Sul. Muitas máscaras são resultado dos confrontos entre culturas indígenas, europeias, e africanas, em que podem entrar personagens de mouros, cristãos, apaches, aztecas e espanhóis.

São máscaras de carnaval que representam europeus; máscaras cerimoniais figurativas de tigres, diabos, sereias, serpentes, crocodilos e morcegos, entre outros, bem como personificações de espanhóis, africanos e mouros, que continuam a ser construídas nos dias de hoje, para venda e para uso em festividades diversas que permanecem vivas, do Norte ao Sul do País.

Aspeto particularmente inovador desta exposição é a associação das máscaras mexicanas ao fenómeno nacional da Lucha Libre, a versão mexicana de wrestling cujos lutadores usam máscaras. Combinação de desporto, luta e entretenimento, a luta livre mexicana teve a sua primeira instituição em 1933 e, desde então, não cessou de ser uma manifestação que movimenta massas e dá origem às devoções mais intensas.

Através da documentação associada às máscaras e aos objetos e iconografia da luta livre, como os filmes documentários e as fotografias, ficamos mais próximos dos criadores, construtores e utilizadores de máscaras, assim como dos lutadores e do seu contexto social, sendo que em ambos os grupos é bem patente o modo tão particular como desenvolvem a sua relação com o sobrenatural.

Uma exposição que conta histórias fantásticas do México através de máscaras originais, coloridas e plenas de significado.

 

Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h (última entrada 17h30). Entrada: 3€ com descontos disponíveis aqui.

 

Mesa-redonda, 9 de julho, às 17 horas

Com Anthony Shelton, Judith Guzmá Ramírez, Laura Osorio Sunnucks, Nicky Levell e Valentina Acevedo Montilla 

A entrada é livre na mesa-redonda

 

Visitas guiadas à hora do almoço

Quartas-feiras, dias 13, 20 e 27 de setembro, às 13h

Não é necessária marcação prévia

 

 

Visitas guiadas

16 de setembro, às 15h 

1 de outubro, às 15h. 

Entrada 3€, aconselhado a maiores de 12 anos, marcação obrigatória.

 

Espetáculo de luta livre, 16 de setembro, 16h30

Espetáculo de wrestling com demonstração de lucha libre mexicana, pela Academia WP Wrestling Portugal. 
Entrada livre.

Atividade para famílias, Vamos Fazer Máscaras?

30 de setembro

O Serviço Educativo do Museu de Lisboa vai desafiar miúdos e graúdos a criar máscaras depois de visitarem a exposição.

Entrada 3€. Bilhete de família 50% de desconto (min. 1 adulto e 1 criança até 2 adultos e 2 crianças), para maiores de 6 anos, marcação obrigatória: servicoeducativo@museudelisboa.pt

 

  Morada: Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, Campo Grande, 245 1700-091 Lisboa

 

 

 

Atividade para crianças no CineCidade - Lisboa na Rua
Vamos Fazer Máscaras?

Durante as sessões do CineCidade - Lisboa na Rua - EGEAC, os pequenos podem criar a sua máscara numa visita-oficina à exposição, enquanto os adultos vão ao cinema.

Entrada livre, sujeita a marcação prévia: servicoeducativo@museudelisboa.pt

Programação de cinema: 

·        16 de setembro, 21h30  – O Quinto Elemento

30 de setembro 21h30 – Dark City 

 

 

 

 

 

Morada: Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, Campo Grande, 245 1700-091 Lisboa