Lançamento do livro 'Praça Universal de Todo o Orbe. Uma Vista de Lisboa em 1619'
28 Jun 2019

Praça Universal de Todo o Orbe foi o título que o cronista João Baptista Lavanha utilizou para se referir a Lisboa, por ocasião da entrada solene de D. Filipe II (Felipe III de Espanha) na capital portuguesa, no dia 29 de junho de 1619, altura que o reino de Portugal estava sob domínio espanhol.

A entrada régia em Lisboa protagonizada por Felipe III foi o tema de um quadro anónimo que hoje pertence ao acervo do Castelo de Weilburg (Alemanha). A pintura foi reconhecida como uma Vista de Lisboa pelo historiador Andreas Gehlert, em 2005, e foi exposta ao público em 2015 e 2016, no Museu Nacional de Arte Antiga e no Museu de Lisboa – Palácio Pimenta.

O livro que agora se edita reúne os contributos de vários especialistas no estudo desta pintura e do tempo em que foi realizada. A data exata a atribuir à obra é alvo de discussão, tal como a sua autoria e o contexto de realização. Mas a riqueza do quadro, o grau de pormenor de Lisboa ali retratada, os muitos detalhes sobre a festa que significou a chegada do rei à cidade são outros temas abordados no livro, sem esquecer o estudo laboratorial da obra, processo não invasivo que permitiu esclarecer a data da pintura: pouco depois de 1619, o ano em que Felipe III chegou a Lisboa.

Com coordenação científica de Pedro Flor, da Universidade Aberta e membro integrado do Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a obra reúne contributos de Fernando Bouza (Universidade Complutense de Madrid), António Miranda (Câmara Municipal de Lisboa), Renata Araújo (Universidade do Algarve e CHAM – Centro de Humanidades), Miguel Metelo de Seixas (Instituto de Estudos Medievais da Universidade Nova de Lisboa), José Manuel Garcia (Gabinete de Estudos Olisiponenses) e António Candeias (Laboratório Hércules da Universidade de Évora).

A apresentação da obra ficará a cargo de António Camões Gouveia (investigador do CHAM e docente da Universidade Nova de Lisboa).

 

Torreão Poente da Praça do Comércio

28 de junho, 18h30

Entrada livre

 

A Vista de Lisboa do Castelo de Weilburg pode ser vista até outubro de 2019, na exposição O Lugar do Torreão. Imagem de Lisboa, patente no Museu de Lisboa – Torreão Poente.