O Monumento a D. Pedro IV - ADIADA
30 Abr 2020 a 30 Ago 2020
Exposição temporária

Pré-inauguração no Facebook: 29 de abril, 18h00, direto na página de Facebook do Museu de Lisboa, com Paulo Almeia Fernandes

Com três cerimónias de lançamento de primeira pedra, três concursos públicos, duas demolições, várias comissões de gestão e outras tantas polémicas, a história do monumento a D. Pedro IV é complexa. Esta exposição, que integra as celebrações do bicentenário da revolução liberal de 1820, dá a conhecer o longo caminho percorrido até se chegar à versão final deste monumento de Lisboa com a altura de um edifício de nove pisos, que levou mais de 35 anos a ser erigido.

Para além de peças inéditas do acervo do Museu de Lisboa - caso dos testemunhos que foram colocados na base da estátua aquando da sua colocação, a 11 de abril de 1879 dentro de dois frascos que foram  descobertos em 2001 -, a exposição, que ocupa uma sala do Palácio Pimenta, é enriquecida com obras procedentes de várias instituições: Museu Nacional dos Coches, Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian, Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e  Arquivo Histórico do antigo Ministério das Obras Públicas. «A grande altura a que se encontra permite-lhe, simbolicamente, observar a Baixa Pombalina e visualizar, ao longe, o seu bisavô D. José I, rei que encarna um espírito absolutista, ao qual D. Pedro contrapõe a Carta Constitucional. A partir de 1870, o Rossio ganhou um cunho político que se opunha ao da Praça do Comércio», como referem os responsáveis pelo projeto científico Aida Nunes, Henrique Carvalho e Paulo Almeida Fernandes.


            

           

            

             
Com esta mostra, o Museu de Lisboa - Palácio Pimenta associa-se ao programa Relembrar a Revolução de 1820 - Liberdade e Cidadania, liderado pelo Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, e que marca o ano de 2020 com um conjunto alargado de iniciativas, ao qual se junta o programa municipal.


            

           
 


30 abril a 30 agosto - Exposição adiada para data a anunciar
De terça a domingo, das 10h às 18h (última entrada 17h30)

 

 

 

 

Legenda imagem:

Projecto de melhoramento estético do Rossio. Perspetiva

José Ângelo Cottineli Telmo (1897-1948)

1934

Desenho a pena a tinta-da-china sobre cartolina

Museu de Lisboa

MC.DES.4392