Trezena a Santo António
01 Jun 2018 a 13 Jun 2018

 

Nesta Trezena a Santo António, trocamos as orações por canções, com 13 dias de concertos, visitas, percursos e atividades para todos e de entrada livre.


Programa pdf aqui.


A Trezena é um conjunto de orações em louvor a Santo António que se rezam nos treze dias antes da sua festa. Ao contrário da maioria dos santos, que se comemoram com novenas, o Santo António celebra-se com uma Trezena.


Conta a tradição que se reza a trezena para comemorar o episódio em que o frade tinha perdido o seu breviário de muita estima e, depois de o procurar insistentemente, este só aparece ao fim de treze dias. É por isto que O chamam deparador das coisas perdidas.

 

CONCERTOS

1, sexta, 18h30, Igreja Stº António

Academia de Amadores de Música

 

A orquestra de Câmara da AAM foi fundada em 1989 sob a direção do Professor Jorge Lé e privilegia um repertório de música para orquestra de câmara, música coral e operática. Neste concerto traz-nos Lalo (sinfonia espanhola para violino), Glazunov (para saxofone), Haydn (para piano), Elgar (Salut d’Amour).

 

2, sábado, 20h00, Igreja Stº António

Márcia

 

Cantora e escritora de canções fez parte do grupo Real Combo Lisbonense, e estreou-se em nome próprio em 2009. Desde então, já tem três discos editados, dentre os quais se podem destacar os duetos com J.P. Simões, “A Pele que Há em Mim”, e com David Fonseca, “Deixa Ser”. O disco “Casulo” (2013) foi considerado, pela Blitz, um dos discos do ano.

 

3, domingo, 20h Igreja Stº António

Maria Emília

 

Nasceu e viveu no Brasil, mas regressou a Portugal. Foi com o pai, guitarrista, e nas casas de fado que despertou para a música e se fez fadista. “Fresca, límpida e luminosa”, depois de uma digressão por países como o Brasil, Espanha, Suíça, Bélgica, Argélia e Escócia, fala-nos de amor, de amores, e de ciúme e compara o Fado ao Carnaval.

 

4, segunda, 18h30 Igreja Stº António

Diana Vilarinho

 

Com apenas 20 anos, a cantora e fadista já conquistou alguns dos mais emblemáticos palcos e casas de Fado, tendo participado na "Grande Noite do Fado", em 2008, no festival Caixa Alfama Lisboa (por dois anos), e nas Astúrias (Espanha) no Festival “VIII Noches de Fado, Divas”. O seu primeiro álbum será lançado ainda este ano.

 

5, terça, 18h30 Igreja Stº António

António Chaínho e Marta Dias

 

Referido como o mais notável embaixador da guitarra portuguesa, já com mais de 50 anos de carreira – e, segundo a revista Songlines, um dos 50 mais influentes da World Music - junta-se a Marta Dias, cantora portuguesa com origens em Goa e de São Tomé, junta ao fado, o timbre mestiço e o jeito jazzy.

 

6, quarta, 18h30 Igreja Stº António

Coro do Tejo

 

Formação nascida em 2009, já foi dirigida por alguns dos mais reconhecidos maestros. Neste concerto, o Coro do Tejo é dirigido por Alberto Oliveira e Armando Possante e apresenta-nos a Missa pro defunctis do compositor português Duarte Lôbo.

 

 

7, quinta, 18h30, Igreja Stº António

Mur Mur

 

Projeto que integra a atriz e cantora Sandra Celas, Alexandre Cortez e Filipe Valentim (Rádio Macau); e Tiago Inuit (Rota do Sul e Fausto). Apresenta-nos canções cantadas em português, ora urbanas ora melancólicas, com influências da música portuguesa contemporânea, e de géneros tão diversos como o pop, o rock, a eletrónica e o jazz.

 

8, sexta, 19h Igreja Stº António

Mano a Mano - André e Bruno Santos

 

São irmãos e dois dos mais ilustres guitarristas do jazz português. Contam com várias participações internacionais e mereceram destaque na revista norte-americana Downbeat. Além de uma forte empatia, tocam música original, e arranjos de música popular brasileira, tradicional madeirense, e de autores como Tom Jobim, Chico Buarque, Max, Jim Hall ou Thelonious Monk.

 

 

9, sábado, 20h Igreja Stº António

 

Academia de Amadores de Música

O Estúdio de Ópera da AAM alia o canto, o movimento, a expressão corporal e a representação. Neste concerto, apresentam-nos uma ópera do século XVIII “As Bodas de Santo António” ou “As Bodas de Fígaro”, com música de W. A. Mozart e Libreto de Lorenzo da Ponte.

 

10, domingo, 20h Igreja Stº António

 

Lenita Gentil

Cantora há mais de meio século com uma performance única, passou, além do fado, pela música ligeira e pelas marchas populares. Com inúmeros espetáculos ao lado de alguns dos mais conhecidos nomes do fado, participou em várias edições do Festival da Canção. Hoje podemos ouvi-la regularmente na casa de fados O Faia.

 

11, segunda, 19h Igreja Stº António

 

Mafalda Arnauth

 

Voz icónica do Fado, e cantautora, lançou o seu primeiro álbum em 1999, aos 24 anos, produzido por João Gil. Entre muitos, com este disco ganhou o prémio revelação do Blitz.

Com uma carreira que ultrapassa largamente as fronteiras do país, conta já com sete discos em nome próprio.

 

12, terça, 19h Museu de Lisboa – Santo António

Ana Free

 

Escritora compulsiva de canções desde os 11 anos, cantora e guitarrista, já conta com 500 canções originais pop que expressam os seus pensamentos e história de vida. Com descendência portuguesa e inglesa, já tocou um pouco por toda a parte, conquistou as redes sociais e prémios musicais como cinco vitórias no Top 5 da MTV Portugal e abriu os concertos de Shakira, James Morrison ou Ronan Keating. 

 

 

ATIVIDADES/PERCURSOS/VISITAS

2 junho, 15h30: As Viagens de Santo António, visita-jogo

 

3 junho

11h30: Percurso de Santo António a São Vicente 

15h30: Santo António no Livro Infantil - Leituras para miúdos e graúdos

 

9 junho

11h30: As Viagens de Santo António, visita-jogo miúdos e graúdos

14h: Visita orientada ao Museu

15h30: As Profissões do Tempo de Santo António, visita-jogo

 

10 junho

11h30: Santo António no Livro Infantil - Leitura de Cristina Cavalinhos

14h30: As Muralhas de Lisboa (visita orientada)

16h: Percurso Procissão de Santo António 

 

12 junho, 10h-20h: Entrada livre no Museu e em várias atividades. Horário alargado de abertura do Museu

 

13 junho, 10h-22h: Entrada livre no Museu e em várias atividades. Horário alargado de abertura do Museu

 

 

Entrada livre, sujeita à lotação