Um Novo Padrão. A Fábrica-escola de Louça do Rato
27 Mai 2017 a 17 Dez 2017
Exposição temporária

 No momento em que se assinalam 250 anos sobre a criação da Real Fábrica de Louça do Rato, o Museu de Lisboa apresenta uma exposição sobre a importância daquela unidade fabril para o estatuto de Lisboa como cidade de referência na produção e exportação de peças de cerâmica, na segunda metade do século XVIII.


Comissariada pelo historiador da arte Celso Mangucci, esta exposição incidirá ainda sobre o conceito de “escola-fábrica”, à época, um modelo manufatureiro e de ensino inovador, e sobre o extenso legado que a fábrica deixou na história de Lisboa.

 

A iniciativa contará com um programa de conversas: 

8 JUNHO, QUINTA, 18H

Por Anísio Franco

 

21 JUNHO, QUARTA, 18H

Por José Monterroso Teixeira

 

21 SETEMBRO, QUINTA, 18H

Por Rosário Salema de Carvalho

"A produção de azulejos na Fábrica-escola de Louça do Rato"

 

28 SETEMBRO, QUINTA, 18H

Por Giuseppina Raggi (Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra) e Michela Degortes 

"O pintor Giuseppe Trono e a política da monarquia portuguesa: novos retratos e novas interpretações (1785-1810)"

 

11 OUTUBRO, QUARTA, 18H

Por Alexandre Nobre Pais (Museu Nacional do Azulejo)

Corpos da cor da luz. A escultura cerâmica da Real Fábrica de Louça do Rato

 

Entrada livre nas conversas, sujeita à lotação do espaço


Exposição patente até 17 de dezembro, de terça a domingo, das 10h às 18h.