Marco limítrofe do Termo da cidade

Séc. XV

Calcário lioz

Dimensões: 880 x 330 x 200 mm

ML.ESC.749

Palácio Pimenta

Marco de pedra para assinalar a entrada na jurisdição de Lisboa. Nalgumas portagens os contadores e os oficiais do fisco encarregavam-se da cobrança de direitos estabelecidos no foral sobre o transporte de mercadorias e géneros. Para a administração da justiça, na área abrangente conhecida por Termo de Lisboa, os Julgados não eram circunscritos por meio de marcos, mas pelos seus limites naturais ou convencionais. Daí resultavam, por vezes, inexatidões, criando-se conflitos em que o rei tinha de intervir, como aconteceu em 1490. Por essa razão se mandou proceder à delimitação do Termo com o de algumas vilas que com ele confinavam.