Milagre do pé cortado

Jos Ratinck (pintor) e D. Vansina (bordado)

1895

Óleo e têmpera s/ tela

Seda, fibra sintética (tecido integrado em restauro) e fio metálico

Dimensões: 2340 X 2150mm

MA.PIN.14

Santo António

Pendão suspenso em vara dourada, representando o Milagre do pé cortado. A composição é enquadrada por tecido carmim e creme com motivos florais estilizados. Pendendo da orla inferior, onze faixas com dois motivos diferentes, dispostas alternadamente.

Integrando uma colecção de 10 pendões, a peça foi mandada executar em Antuérpia, Bélgica, em 1895, a fim de figurar no cortejo comemorativo dos VII Centenário do Nascimento de Santo António. A pintura é da autoria de Jos Ratinck e o bordado assinado por D. Vasina.

Confessando-se ao Santo, um jovem de nome Leonardo, revela ter, num ato de cólera, dado um pontapé em sua mãe. Santo António, para fazê-lo compreender a gravidade do pecado que cometera, disse-lhe: "Teu pé bem merecia ser cortado". Essas palavras impressionaram tão fortemente o jovem que este, chegando a sua casa, cortou o pé. A mãe, horrorizada com a cena e por saber as razões pelas quais o filho assim procedera, procurou o Santo. Chegando à casa do rapaz, comovido pelo estado em que o encontrou, animou-o a ter confiança em Deus e, pegando no pé cortado, recolocou-o no lugar. Em testemunho do grande milagre sucedido, só ficou um sinal do golpe.