Retrato do Marquês de Pombal

Joana do Salitre (atribuído)

Séc. XVIII

Óleo s/ tela

Dimensões: 2135 mm X 1270 mm

MC.PIN.279

Palácio Pimenta

Considerado como um dos seus retratos mais fiéis, Sebastião José de Carvalho e Melo, ministro de D. José I é representado no seu gabinete de trabalho, ostentando a insígnia com a Cruz de Cristo, vendo-se ao seu lado direito parte da livraria onde, de uma prateleira, tomba um decreto desenrolado. Ao fundo, uma janela com vista da cidade reconstruida, como contraponto da Lisboa arruinada pelo Terramoto de 1755. Toda a cenografia da representação apela para a intencionalidade de o mostrar como um verdadeiro estadista do iluminismo.

Obedecendo ao espírito mecenático característico do período barroco, a obra surgiu na sequência de uma encomenda concretizada, possivelmente, após a conclusão dos retratos, executados para o Palácio de Oeiras, de Paulo de Carvalho de Mendonça e de Francisco Xavier de Mendonça, irmãos do Marquês de Pombal.