Saltar para o conteúdo

Palácio Pimenta

Contactos

Campo Grande, 245
1700-091 Lisboa

Tel: + 351 217 513 200

info@museudelisboa.pt

Horário

TER — DOM
10h às 18h
(última entrada 17h30)

Encerra

Segunda-feira
Nos feriados:

  • 1 Jan
  • 1 Mai
  • 25 Dez

Como Chegar

Metro

  • Campo Grande

Autocarro

  • 701
  • 717
  • 731
  • 735
  • 736
  • 738
  • 747
  • 750
  • 755
  • 767
  • 778
  • 783
  • 796
  • 798

Onde estacionar

Zona de estacionamento do museu

A exposição de longa duração do Palácio Pimenta, núcleo-sede do Museu de Lisboa, situado no Campo Grande, dá a conhecer a evolução da cidade, desde a ocupação do território durante a pré-história até finais do século XX. 

O núcleo está instalado num palácio de veraneio da primeira metade do século XVIII, enquadrado pelo que resta de uma antiga quinta senhorial. Edificado entre 1734 e 1746, a pedido de Diogo de Sousa Mexia, figura de relevo dos reinados de D. Pedro II e D. João V, desconhece-se a autoria do projeto arquitetónico. Ao longo dos tempos, o palácio teve sucessivos proprietários, entre eles Manuel Joaquim Pimenta de Carvalho, a quem se deve a atual designação. Em 1914, passou para a posse de Jorge Lobo de Ávila Graça, que realizou importantes obras, algumas ainda bem vincadas na fisionomia do palácio.

Em 1962, o imóvel foi adquirido pela Câmara Municipal de Lisboa, ficando decidida para este espaço, após a requalificação do edifício e jardins, a reinstalação do então designado Museu da Cidade, a funcionar no Palácio da Mitra desde 1942. O primeiro projeto de adaptação, datado de 1968, foi da autoria do arquiteto Raul Lino. No entanto, foi graças à intervenção do arquiteto Duarte Nuno Simões, com programa museológico de Irisalva Moita, que o novo museu foi inaugurado em maio de 1979.

Para além da área de exposição de longa duração, o Museu de Lisboa - Palácio Pimenta possui uma área de exposições temporárias (Pavilhão Preto), centro de documentação e serviços.

O conjunto integra ainda uma área ajardinada que ocupa três zonas distintas da antiga propriedade: o jardim formal murado, a mata e duas antigas zonas agrícolas, entretanto convertidas. Com a adaptação do palácio a museu, os jardins foram valorizados com esculturas e outros elementos do acervo e, desde 2010, acolhem um projeto da artista plástica Joana Vasconcelos, integrando cerâmicas desenhadas por Rafael Bordalo Pinheiro.

Agenda

Carregar Mais
PALÁCIO PIMENTA_DSC7758.jpg

© Museu de Lisboa

fachadanovaBX.jpg

© José Avelar/Museu de Lisboa

Maqueta1.jpg

@ José Avelar/Museu de Lisboa

SALA 7 (1) @José AvelarMuseudeLisboaBX.jpg

@ José Avelar/Museu de Lisboa

PALÁCIO-PIMENTA_DSC7797.jpg

© Museu de Lisboa

Palácio_Pimenta_Jardim.jpg

© Museu de Lisboa

∏JosÇ-Avelar_Museu-de-Lisboa--(3).jpg

© Museu de Lisboa