Saltar para o conteúdo

Estela funerária romana com epígrafe em árabe

Século I d.C.

Calcário

MC.ARQ.0070

Castelo de São Jorge

Com uma inscrição funerária do século I d.C., relativa a uma cidadã romana de Olisipo, Licinia Mela, filha de Marco, esta estela foi, em finais do século X, reaproveitada para nela se inscrever outra inscrição, em língua árabe. Trata-se de um texto glorificador da ação de dois homens fundamentais na política peninsular do final do califado omíada: o califa Hisham II e o seu general, Almançor, a quem ficou a dever-se uma importante obra na alcáçova (fortificação) de Lisboa, realizada no ano 985, que a epígrafe laudatória considera uma «restauração da cidade de Al-usbuna». Identificada em 1939, aquando das obras de restauro do Castelo de São Jorge, esta peça é essencial para situar o arranque das obras muçulmanas na alcáçova de Lisboa.

Estela Funeraria Romana Museu de Lisboa.jpg

© Museu de Lisboa